#ProjetosLiterários: Minha estante.

Oi, gente!

O post de hoje é mais um dedicado a  série de projetos literários dos quais participo.

Infelizmente, devido à correria da vida, tenho mais livros do que tempo para lê-los e, ao contrário do que se é esperado, continuei comprando mais exemplares, o que resultou em um acúmulo de livros não lidos (o que vocês verão daqui a pouco).

Desta forma, o objetivo deste projeto – que é completamente pessoal – é ler todos os livros que possuo em minha estante. Mais do que isso, este projeto serve como uma tabela de controle para uma meta que criei para me auxiliar tanto na redução de livros por ler, quanto de gastos (o que é muito importante! Haha): a cada três livros lidos da minha estante terei direito a comprar mais um livro.

Colocarei abaixo a lista de todos os 179 livros que tenho em minha estante e marcarei desta forma os livros lidos.  Irei atualizando esta postagem a medida em que for concluindo as leituras. Trarei também impressões literárias sempre que for possível.

Enfim, vamos aos livros!

projeto minha estante.jpg

  1. As Crônicas de Gelo e Fogo: A Guerra dos Tronos – George R. R. Martin
  2. As Crônicas de Gelo e Fogo: A Fúria dos Reis – George R. R. Martin
  3. As Crônicas de Gelo e Fogo: A Tormenta de Espadas – George R. R. Martin
  4. As Crônicas de Gelo e Fogo: O Festim dos Corvos – George R. R. Martin
  5. As Crônicas de Gelo e Fogo: A Dança dos Dragões – George R. R. Martin
  6. Trilogia Millenium: Os Homens que não Amavam as Mulheres – Stieg Larsson
  7. Trilogia Millenium: A Menina que Brincava com Fogo – Stieg Larsson
  8. Trilogia Millenium: A Rainha do Castelo de Ar – Stieg Larsson
  9. Crepúsculo – Stephenie Meyer
  10. Nua Nova – Stephenie Meyer
  11. Eclipse – Stephenie Meyer
  12. Amanhecer – Stephenie Meyer
  13. A Hospedeira – Stephenie Meyer
  14. As Brumas de Avalon: A Senhora da Magia – Marion Zimmer Bradley
  15. As Brumas de Avalon: A Grande Rainha – Marion Zimmer Bradley
  16. As Brumas de Avalon: O Gamo Rei – Marion Zimmer Bradley
  17. As Brumas de Avalon: O Prisioneiro da Árvore – Marion Zimmer Bradley
  18. Harry Potter e a Pedra Filosofal – J. K. Rowling
  19. Harry Potter e a Câmara Secreta – J. K. Rowling
  20. Harry Potter e o Prisioneiro de Askaban – J. K. Rowling
  21. Harry Potter e o Cálice de Fogo – J. K. Rowling
  22. Harry Potter e a Ordem da Fênix – J. K. Rowling
  23. Harry Potter e o Enigma do Príncipe – J. K. Rowling
  24. Harry Potter e as Relíquias da Morte – J. K. Rowling
  25. Harry Potter e a Criança Amaldiçoada – J. K. Rowling
  26. The Vampire Diaries: O Despertar – L. J. Smith
  27. The Vampire Diaries: O Confronto – L. J. Smith
  28. The Vampire Diaries: A Fúria – L. J. Smith
  29. The Vampire Diaries: Reunião Sombria – L. J. Smith
  30. The Vampire Diaries: Anoitecer – L. J. Smith
  31. The Vampire Diaries: Meia Noite – L. J. Smith
  32. The Vampire Diaries: Almas Sombrias – L. J. Smith
  33. Trilogia Fronteiras do Universo: A Bússola de Ouro – Phillip Pullman
  34. Trilogia Fronteiras do Universo: A Faca Sútil – Phillip Pullman
  35. Trilogia Fronteiras do Universo: A Luneta Âmbar – Phillip Pullman
  36. As Crônicas de Nárnia – C. S. Lewis (volume único, contendo as 7 crônicas. Tenho dois exemplares deste livro, porque foram estas histórias que me tornaram uma leitora)
  37. Orgulho e Preconceito – Jane Austen
  38. A Abadia de Northanger – Jane Austen
  39. Razão e Sentimento – Jane Austen
  40. Persuasão – Jane Austen
  41. Emma – Jane Austen
  42. Mansfield Park – Jane Austen
  43. Comer, Rezar, Amar – Elizabeth Gilbert
  44. Comprometida – Elizabeth Gilbert
  45. O Diabo Veste Prada – Lauren Weisberger
  46. Os Delírios de Consumo de Becky Bloom – Sophie Kinsela
  47. Alice – Lewis Carroll
  48. Dom Casmurro – Machado de Assis
  49. A Moreninha – Joaquim Manuel de Macedo
  50. O Meu Pé de Laranja Lima – José Mauro de Vasconcelos
  51. O Mágico de Oz – L. Frank Baum
  52. A Culpa é das Estrelas – John Green
  53. A Menina que Roubava Livros – Markus Zusak
  54. O Mundo de Sophia – Josten Gaarder
  55. Anna e o Beijo Francês – Stephanie Perkins
  56. A Marcha Para o Oeste – Orlando Villas Bôas e Cláudio Villas Bôas
  57. The Beatles: A História por Trás de Todas as Canções – Steve Turner
  58. Gente Como a Gente – Max Lucado
  59. O Pequeno Príncipe – Antoine de Saint-Exupéry
  60. As Vantagens de Ser Invisível – Stephen Chbosky
  61. O Livro da Psicologia – Editora Globo
  62. O Estranho Mundo de Tim Burton – Paul A. Woods
  63. Memórias de uma Gueixa – Arthur Golden
  64. Água para Elefantes – Sara Gruen
  65. O Morro dos Ventos Uivantes – Emily Brontë
  66. O Circo da Noite – Erin Morgenstern
  67. O Chamado do Cuco – Robert Galbraith (mas que sabemos ser, na verdade, J. K. Rowling)
  68. Querido John – Nicholas Sparks
  69. O Guardião de Memórias – Kim Edwards
  70. Precisamos Falar Sobre o Kevin – Lionel Shriver
  71. Um Dia – David Nicholls
  72. Jane Eyre – Charlotte Brontë
  73. Shakespeare – Comédias e Sonetos – William Shakespeare
  74. Clássicos da Poesia Brasileira – Seleção e Organização de Frederico Barbosa
  75. Memórias de um Sargento de Milícias – Manuel Antônio de Almeida
  76. Thaís, a Bela do Éden – Maria Doreto de Andrade
  77. Tremor de Terra – Luiz Vilela
  78. Nariz de Vidro – Mario Quintana
  79. Seleções de Livros (volume que inclui 4 livros: O Testamento – John Grisham, Inveja – Sandra Brown, Força 12 – James Thayer e Sinais de Vida – Anne D. LeClaire)
  80. Seleções de Livros (volume que inclui 4 livros: O Último Jurado – John Grisham, Noites de Chuva e Estrelas – Maeve Binchy, O Voo da Liberdade – Dan True e Caminhando nas Nuvens – Nicola Lindsay)
  81. Seleções de Livros (volume que inclui 4 livros: O Resgate – Nicholas Sparks, Refém – Robert Crais, A Filha de Minha Mãe – Judith Henry Wall e Caçada ao Texugo – Tony Hillerman)
  82. Seleções de Livros (volume que inclui 4 livros: Código Explosivo – Ken Follett, Sapateado – Jeanne Ray, Não Confie em Ninguém – Iris Johansen e Anjo Caído – Don J. Snyder)
  83. Seleções de Livros (volume que inclui 4 livros: 24 Horas – Greg Iles, À Primeira Vista – Luanne Rice, Cidade em Chamas – Lee Child e O Observatório – Emily Grayson)
  84. Drácula – Bram Stoker
  85. Eu Sou o Mensageiro – Markus Zusak
  86. Os Miseráveis (divido em 2 volumes) – Victor Hugo
  87. O Céu é de Verdade – Todd Burpo e Lynn Vincent
  88. A Solidariedade dos Homens – Jodi Compton
  89. O Rosto de Shakespeare – Stephanie Nolen
  90. As Ondas – Virgínia Woolf
  91. O Último Homem Americano – Elizabeth Gilbert
  92. O Nascimento de Vênus – Sarah Dunant
  93. O Segredo da Bastarda – Cristina Norton
  94. Combates e Utopias – Organização de Dênis de Moraes
  95. Jurassic Park – Michael Crichton
  96. Viva o Povo Brasileiro – João Ubaldo Ribeiro
  97. Casa Grande e Senzala – Gilberto Freyre
  98. História da Educação – Thaís Nivia de Lima e Fonseca e Cynthia Greive Veiga (Cynthia foi minha professora de História da Educação na UFMG)
  99. Peanuts Completo (volume 3) – Charles M. Schulz
  100. Peanuts Completo (volume 4) – Charles M. Schulz
  101. Dom Quixote (dividido em 2 volumes) – Miguel de Cervantes
  102. Senhora – José de Alencar
  103. Triste Fim de Policarpo Quaresma – Lima Barreto
  104. O Guarani – José de Alencar
  105. Macunaíma, o Herói sem Nenhuma Qualidade – Mário de Andrade
  106. Madame Bovary – Gustave Flaubert
  107. Mrs. Dalloway – Virgínia Woolf
  108. Romeu e Julieta – William Shakespeare
  109. O Processo – Franz Kafka
  110. Histórias de Fadas – Oscar Wilde
  111. Otelo, o Mouro de Veneza – William Shakespeare
  112. Antologia Poética – Fernando Pessoa
  113. O Presente do meu Grande Amor – Organização de Stephanie Perkins
  114. O Lado Mais Sombrio – A. G. Howard
  115. Atrás do Espelho – A. G. Howard
  116. A Pedagogia Ética – Francisco Catão
  117. Educação e Desenvolvimento Social no Brasil – Luiz Antônio Cunha
  118. A Construção do Saber – Christian Laville Jean Dionne
  119. Essa História Está Diferente: Dez Contos para Canções de Chico Buarque – Organização Ronaldo Bressane
  120. Dois Irmãos – Milton Hatoum
  121. Eu, Robô – Isaac Asimov
  122. O Livro de Ouro da Mitologia – Thomas Bulfinch
  123. Saga Encantadas: Veneno – Sarah Pinborough
  124. Saga Encantadas: Feitiço – Sarah Pinborough
  125. Saga Encantadas: Poder – Sarah Pinborough
  126. Teatro Completo (volume 1, contendo 4 peças teatrais) – Oscar Wilde
  127. Teatro Completo (volume 2, contendo 4 peças teatrais) – Oscar Wilde
  128. Toda Luz que não Podemos Ver – Anthony Doerr
  129. O Livreiro de Cabul – Åsne Seierstad
  130. Desculpa, Quero me Casar Contigo – Frederico Moccia
  131. Frida – Hayden Herrera
  132. O Botão de Puchkin – Serena Vitale
  133. Shantaram – Gregory David Roberts
  134. O Mundo de Gelo e Fogo – George R. R. Martin, Elio Garcia Jr., Linda Antonsson e Marcia Blasques
  135. O Demônio do Meio Dia: Uma Anatomia da Depressão – Andrew Solomon
  136. Sherlock Holmes (volume 1, contendo 3 livros) – Arthur Conan Doyle
  137. Sherlock Holmes (volume 2, contendo 2 livros) – Arthur Conan Doyle
  138. Sherlock Holmes (volume 3, contendo 2 livros) – Arthur Conan Doyle
  139. Sherlock Holmes (volume 4, contendo 2 livros) – Arthur Conan Doyle
  140. Trilogia Espacial: Além do Planeta Silencioso – C. S. Lewis
  141. Trilogia Espacial: Perelandra – C. S. Lewis
  142. Trilogia Espacial: Uma Força Medonha – C. S. Lewis
  143. Sal – Letícia Wierzchowski
  144. Max Perkins: Um Editor de Gênios – A. Scott Berg
  145. Kindred Spirits – Rainbow Rowell
  146. Lady Susan – Jane Austen
  147. The Beautifull Cassandra – Jane Austen
  148. Juvenília – Jane Austen e Charlotte Brontë
  149. Sagarana – João Guimarães Rosa
  150. Iracema – José de Alencar
  151. Vidas Secas – Graciliano Ramos
  152. Cem Anos de Solidão – Gabriel Garcia Marquez
  153. Admirável Mundo Novo – Aldous Huxley
  154. Minha Vida de Menina – Helena Morley
  155. O Sol é para Todos – Harper Lee
  156. Guerra Sem Fim – Dexter Filkins
  157. Para Onde Vai o Amor? – Fabrício Carpinejar
  158. Seis Suspeitos – Vikas Swarup
  159. Nós que Amávamos Tanto a Revolução – Fernando Gabeira
  160. Trilogia A Busca do Graal: O Arqueiro – Bernard Cornwell
  161. Trilogia A Busca do Graal: O Andarilho – Bernard Cornwell
  162. Trilogia A Busca do Graal: O Herege – Bernard Cornwell
  163. O Nome do Vento – Patrick Rothfuss
  164. O Temor do Sábio – Patrick Rothfuss
  165. O Senhor dos Anéis (volume único, contendo os 3 livros) – J. R. R. Tolkien
  166. Contos Inacabados – J. R. R. Tolkien
  167. O Hobbitt – J. R. R. Tolkien
  168. O Silmarillion – J. R. R. Tolkien
  169. Os Filhos de Húrin – J. R. R. Tolkien
  170. Série A Herança: Eragon – Christopher Paolini
  171. Série A Herança: Eldest – Christopher Paolini
  172. Série A Herança: Brisingr – Christopher Paolini
  173. Série O Guia do Mochileiro das Galáxias: O Guia do Mochileiro das Galáxias – Douglas Adams
  174. Série O Guia do Mochileiro das Galáxias: O Restaurante no Fim do Universo – Douglas Adams
  175. Série O Guia do Mochileiro das Galáxias: A Vida, o Universo e Tudo o Mais – Douglas Adams
  176. Série O Guia do Mochileiro das Galáxias: Até Mais, e Obrigado pelos Peixes – Douglas Adams
  177. Série O Guia do Mochileiro das Galáxias: Praticamente Inofensiva – Douglas Adams
  178. Série O Guia do Mochileiro das Galáxias: E Tem Outra Coisa… – Eoin Colfer
  179. Hamlet – William Shakespeare

Bom, por hoje é só. Espero que vocês tenham gostado do post e que, de alguma forma, este projeto pessoal possa inspirar vocês a também desencalharem os livros que estão parados nas suas estantes!

Com carinho,

Gabriella. ❤

Anúncios

#BookTag: By the Book

Processed with VSCO with hb2 preset

Oi, gente!

Para aproveitar o meu penúltimo dia de férias – e de tempo livre – resolvi trazer pra vocês uma TAG que assisti já há alguns tempo no canal literário da Tatiana Feltrin no YouTube. Em seu vídeo, Tati explica o significado da expressão que nomeia a tag: quando fazemos algo ‘by the book‘, fazemos algo corretamente, seguindo as regras. Vamos às perguntas:

  1. Qual livro está na sua cabeceira?

No momento, estou com quatro leituras em “andamento”. Assim, entre aspas porque três destes livros eu não pego para ler há meses, estão temporariamente suspensos (mas de forma alguma abandonados). Estes três livros são: “A Fúria dos Reis”, segundo livro da série “As Crônicas de Gelo e Fogo” de George R. R. Martin, “Drácula” de Bram Stoker, Teatro Completo – volume I (um livro com quatro peças teatrais) de Oscar Wilde e por fim, o quarto livro que estou lendo no momento é “O Grande Gastby” de Scott Fitzgerald, o qual iniciei a leitura ontem.

2. Qual foi o último livro realmente bom que você leu?

Quem acompanha o blog deve ter visto que a postagem de ontem foi dedicada ao último livro que li e que, sem dúvidas, entrou para a lista dos meus livros favoritos da vida! Este livro é “Paris é uma Festa!” de Ernest Hemingway. Você pode ler a postagem com as minhas impressões literárias e alguns bônus que preparei pra vocês clicando aqui.

3. Se você pudesse encontrar qualquer escritor/a, vivo/a ou morto/a, quem seria? E o que gostaria de perguntar a ele/ela?

Esta é uma das perguntas mais difíceis de se responder, rs. A primeira pessoa que me vem à mente é Jane Austen. Jane é minha autora favorita há alguns bons anos e a quem eu tenho uma gratidão eterna por ter contribuído tanto para a minha formação enquanto leitora.

Em relação à pergunta… acho que estaria tão emocionada que não conseguiria perguntar nada! Hahaha. Passado o choque, acho que lhe perguntaria se ela teve algumas inspirações literárias para compor as suas obras. E claro, não perderia a oportunidade de elogiá-la quanto à sua coragem em fazer críticas tão consistentes e necessárias à sociedade da época, principalmente em relação ao papel social e aos direitos das mulheres.

Para quem não conhece, os livros de Jane vão além de romances “água com açúcar” como muitos dizem: suas histórias são repletas de frases de manifesto feminista. Isso em pleno século XVIII, gente! É sensacional. Sem dúvidas, Jane foi uma mulher a frente de seu tempo!

4.  Qual livro ficaríamos surpresos de encontrar na sua estante?

Um livro que tenho em minha estante, mas não sei o motivo, visto que o livro não é meu, mas de uma tia é “O Céu é de Verdade”, de Todd Burpo e Lynn Vincente. O motivo da surpresa seria o fato de que o livro narra a história – supostamente verídica – de um menino de 5 anos que foi ao céu e voltou a Terra e conta tudo o que viu lá à seus pais. Conheceu, inclusive, seu irmão que tinha sido abortado anos antes de seu nascimento e do qual não sabia da existência.

Sou Cristã, mas não acredito nessas experiências sobrenaturais de passagens/viagens ao Céu e ao inferno e, muito menos, de relatos provenientes dessas possíveis experiências. Entretanto, pretendo ler este livro um dia por curiosidade em conhecer este relato e as implicações que ele teve tanto na vida do personagem principal quanto das pessoas próximas à ele.

5. Como você organiza a sua biblioteca pessoal?

O único critério de organização submetido à minha estante é o tamanho dos livros. Incomoda-me o fato de haver uma sequência desigual quanto a altura dos livros, por exemplo, um livro maior seguido de um menor seguido de um maior novamente (talvez eu tenha um pouco de TOC? Talvez.)

6. Qual livro você “já deveria ter lido”?

Sem sombra de dúvidas, “A Fúria dos Reis”, segundo livro da série “As Crônicas de Gelo e Fogo” de George R. R. Martin. Estou (supostamente) realizando essa leitura desde JANEIRO DE 2016! Entretanto, como já conheço a história e a diagramação do livro torna a leitura muito difícil, esta leitura está suspensa temporariamente. Tentarei reverter este quadro e prosseguir com essa história no próximo mês para que, no mais tardar em setembro, eu conclua o livro.

7. Um livro que o/a desapontou, superestimado, nada bom; Um livro que todos dizem ser a sua cara, mas que não gostou; Último livro abandonado.

Não que este seja um livro superestimado e muito menos que eu estivesse com altas expectativas antes da leitura, mas “Antologia – Primeira Vez” um livro com 9 contos de autores/as variados/as que estava disponível de graça na Amazon fez com que eu me decepcionasse ainda mais com os chamados livros Young Adults. É CLARO que existem bons livros, bem escritos, com boas personagens, boa história e com discussões pertinentes e necessárias, mas este não é o caso. Os contos presentes no livro são extremamente rasos e mal escritos. Isso me incomoda bastante porque, infelizmente, muitos/as autores/as ainda pensam que livros escritos para um público pré-adolescente/adolescente não precisam ter um maior aprofundamento e fundamentação. A meu ver, justamente por ser um público que ainda se encontra em formação psíquica e cognitiva, tais informações são extremamente necessárias.

Um livro (na verdade uma trilogia) que na época em que li, há uns 4 anos atrás, todos diziam ser a minha cara, mas que eu não gostei foi a série Jogos Vorazes. Cheguei a ler os três livros mas, para mim, não acrescentou nada… não me senti cativada pelas personagens nem presa pela história. Não foi uma leitura que eu odiei, mas simplesmente não fez qualquer diferença para mim.

Não costumo abandonar livros (o que faço é deixá-los temporariamente suspensos, rs) e creio que o último livro ao qual eu realmente tenha deixado de ler foi “A Hospedeira” de Stephenie Meyer. Tentei realizar a leitura umas 4 vezes (no mínimo!) mas a história simplesmente não consegue me prender.

8. Que tipos de histórias chamam a sua atenção? De quais tipo de histórias você mantém distância?

Fantasias sempre me chamaram a atenção, desde que eu me tornei uma leitora. Entretanto, ultimamente tenho me dedicado mais à leitura de livros de ficção (ou seja, sem elementos fantásticos) e tenho gostado bastante!

Afasto-me de histórias/livros eróticos pois, para mim, não acrescentam em minha vida. Além disso, as poucas experiências que tive com livros que seguem esta linha foram bastante ruins.

9. Se você pudesse indicar um livro para o/a presidente, qual seria?

Primeiramente, FORA TEMER! Não o reconheço como meu presidente, visto que para mim, ele subiu ao poder de forma vil e ilegítima. Entretanto, se tivesse mesmo de recomendar um livro ao FORA TEMER seria “Drácula” de Bram Stoker, visto que qualquer semelhança entre eles não é mera coincidência.

temer vampiro.jpg

10. Quais livros você pretender ler em breve?

Meu objetivo é prosseguir com as leituras que já estão em andamento (a maioria encalhadas há algum tempo) as quais eu me referi na pergunta 1.


Bom gente, por hoje é isso. Desculpem pela postagem enorme! Eu me empolgo e sempre falo demais, mas vou tentar melhorar neste aspecto, rs.

Um ótimo domingo e início de semana pra vocês! Boas leituras!

Com carinho,

Gabriella. ❤

#ImpressõesLiterárias: “Paris é uma Festa!” de Ernest Hemingway.

Oi, gente!

Estou sumida há alguns bons meses e o motivo da ausência é o de sempre: a vida. A universidade estava exigindo muito de mim, estou na reta final do meu curso de Inglês e além disso consegui uma bolsa de iniciação científica e à docência na UFMG, o que deixou – e tem deixado – o meu tempo livre bastante escasso. O tempo de dedicação à leitura reduziu bastante e o de escrever sobre o que leio mais ainda. Entretanto, acho que finalmente consegui me adaptar às correrias da vida e pretendo voltar a publicar aqui no blog.


Para inaugurar a minha volta neste espaço, resolvi postar as impressões literárias que tive em minha última leitura, a qual terminei na noite de ontem, 29 de julho de 2017. Esta leitura foi “Paris é uma Festa!” de Ernest Hemingway, ambientado na Paris da década de 20, mas que só foi publicado no ano de 1964.

Ernest Hemingway:

hemingway cuba
O autor, em Cuba. 1952.

“Paris é uma Festa!”

paris é uma festa
A edição que li. Editora: Bertrand Brasil. 1ª edição. Ano de publicação: 2013.

Cinco anos após a descoberta do meu filme favorito da vida (Meia Noite em Paris, 2011) finalmente li a obra que, juntamente com “Autobiografia de Alice B. Toklas” de Gertrude Stein, inspirou o longa de Woody Allen. Nesta história podemos conhecer de forma mais intensa e pessoal, do ponto de vista de Hemingway, artistas como a própria Gertrude Stein, Scott Fitzgerald, James Joyce, Ezra Pound, Aleister Crowley e figuras memoráveis como Zelda Fitzgerald.

A escrita de Hemingway é fluida, repleta de sentimento e rica em detalhes. Foi uma experiência maravilhosa ter este primeiro contato com o autor em uma obra tão pessoal e única. A riqueza com que Hemingway descreve a Paris dos anos 20, o bairro pobre onde morou, os rios, as cidades próximas à capital, as atividades culturais e as refeições que fazia nos cafés aqueceu-me o coração e fez com que eu fosse transportada para o local e a época e participasse como observadora dos fatos e vivenciasse tudo aquilo com o próprio Hemingway, sua esposa Hadley e seus/suas amigos/amigas.

O livro fez com que eu conhecesse mais a fundo a vida de Hemingway e conhecesse e entendesse as dificuldades e intempéries de uma pessoa que larga sua então profissão para dedicar-se unica e exclusivamente à escrita. Sem sombra de dúvidas é uma história que me deixou bastante impactada e nos ensina muito sobre nossas escolhas e as consequências que vêm a partir delas.

Por fim, ressalto o fato de ter ficado (ainda mais!) intrigada com a relação de Scott e Zelda Fitzgerald. Já havia ficado assim na primeira vez em que assisti “Meia Noite em Paris”, mas o livro traz uma gama de novas informações sobre as singularidades de Scott e Zelda, assim como das peculiaridades desta relação tão intensa. Estes, assim como Hemingway, são personalidades que me instiga a conhecerem mais sobre eles e que, a meu ver, traduzem bem o espírito dos anos 20.

Em suma, este livro me surpreendeu. Tinha altas expectativas em relação a ele – já tinha em mente que iria gostar da leitura mesmo antes de realizá-la – as quais conseguiram ser superadas. Foi uma experiência valiosa e agradável que sem dúvidas, acrescentaram na minha vida enquanto leitora e apreciadora das Artes, em suas mais diversas manifestações.


Bônus!

Sobre o filme citado acima como o meu favorito da vida, “Meia Noite em Paris” de Woody Allen:

OBS: O filme está disponível no Netflix.


Bom, gente é isso! Espero que tenham gostado desta postagem e espero também que eu consiga administrar melhor meu tempo para continuar publicando coisas por aqui.

Com carinho,

Gabriella. ❤

#Bookhaul: Março de 2017

 

Oi, gente!

A postagem de hoje vai ser sobre uma compra descontrolada que fiz no mês de março, rs.

Até o dia 8 do mês passado não havia comprado nenhum livro e estava com o objetivo gastar dinheiro com livros novos somente na BlackFriday. Contudo, entretanto, todavia, a Saraiva fez uma promoção irrecusável:

 No dia 8 de março todas as mulheres comprariam livros com 50% de desconto!

Recebi o cupom de desconto no meu e-mail e já enlouqueci! Enchi meu carrinho e, para o meu desespero o valor da compra estava em R$245,90! Foi aí que começou o triste processo de me desfazer de vários livros. Indecisões e chororô à parte, fiquei com 12 livros, totalizando R$138,00.

OBS: Só depois de colocar a foto na postagem percebi que alguns livros estão de cabeça para baixo. Ignorem por favor! Hahaha.

Os livros comprados foram:

  • “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada” da J. K. Rowling (em capa dura, versão lindíssima!)
  • “O Sol é Para Todos” da Harper Lee.
  • “Sagarana” de João Guimarães Rosa.
  • “Admirável Mundo Novo” de Aldous Huxley.
  • “Cem Anos de Solidão” de Gabriel García Marquez.
  • “Vidas Secas” de Graciliano Ramos.
  • “Juvenília” de Jane Austen e Charlotte Brontë. ❤
  • “Iracema” de José de Alencar.
  • “Minha Vida de Menina” de Helena Morley.
  • “Kindred Spirits” da Rainbow Rowell. (em Inglês)
  • “The Beautiful Cassandra” de Jane Austen. (em Inglês)
  • “Lady Susan” de Jane Austen. (em Inglês)

Ainda não tive tempo de reorganizar minha estante e colocar as novas aquisições no lugar, então, por enquanto, elas estão ao lado do meu notebook me olhando e convidando para que eu os devore logo, rs. Infelizmente as leituras obrigatórias da faculdade não permitem que eu faça isso. Assim que ler algum deles publicarei uma resenha aqui!

Mais alguém aí aproveitou essa promoção? Vocês já leram ou querem ler algum destes livros? Deixem nos comentários! Vou adorar saber!

Ótima quinta com ótimas leituras pra vocês!

Com carinho,

Gabriella. ❤

#ProjetosLiterários: 12 livros para 2017.

12 livros para 2017

Oi, gente!

Como foi dito na postagem de ontem, hoje irei mostrar um dos meus oito desafios literários, rs. Ao contrário dos demais que não tem prazo – serão desafios para eu cumprir ao longo da vida – este deve ser finalizado até dezembro de 2017.

Escolhi 12 livros para este ano, e o objetivo é realizar uma leitura por mês (o que não está dando certo como vocês verão daqui a pouco, hihi.) para que não fique tão pesado, já que minha rotina não me permite um tempo tão grande de dedicação à leitura.

Não segui nenhum critério para a escolha dos livros. Simplesmente olhei para a minha estante e pensei em quais leituras gostaria de fazer este ano. Ao final percebi que minha lista mesclava livros encalhados há anos, presentes de pessoas queridas, clássicos, livros nacionais, alguns que queria ler há muito e não havia começado ainda (não sei porquê) e autoras (es) que ainda não tinha lido.

Segue a lista dos meus 12 livros para 2017:

  1. “O Morro dos Ventos Uivantes” de Emilly Brontë – Lido em janeiro/fevereiro.
  2. “Frida” de Hayden Herrera
  3. “O Guarani” de José de Alencar
  4. “Casa Grande e Senzala” de Gilberto Freyre
  5. “O Demônio do Meio Dia” de Andrew Solomon
  6. “O Mundo de Sofia” de Josten Gaarder
  7. “A Fúria dos Reis” de George R. R. Martin
  8. “Emma” de Jane Austen
  9. “A Hospedeira” de Stephenie Meyer
  10. “As Ondas” de Virginia Woolf
  11. “O Estranho Mundo de Tim Burton” de Paul A. Woods
  12. “Toda Luz Que Não Podemos Ver” de Anthony Doerr

Bom, como vocês podem ver meu projeto está um fracasso! Hahaha. Deveria estar na 4ª leitura, mas até o momento só realizei uma. O objetivo deste mês é tentar encaixar “As Ondas” (tem de ser um livro pequeno pois no momento só estou lendo calhamaços). Veremos se vou conseguir, rs.

Desejem-me sorte!

Com carinho,

Gabriella. ❤

Sobre fazer projetos literários e ser intensa.

projetos literários

Oi, gente!

Esta é a primeira de uma série de postagens sobre projetos literários dos quais eu criei ou faço parte. Planejar, criar metas e participar de projetos (não só literários) é algo que eu gosto muito e que me motiva bastante. Sabe aquele tipo de pessoa que só funciona se tiver algo ali lembrando a ela o que fazer? Prazer, Gabriella! rs.

Comecei a participar de projetos literários para me forçar a sair da minha zona de conforto: conhecer novos gêneros literários, novas (os) autoras (es) e novos histórias fantásticas que estavam ali, esperando que eu saísse do meu comodismo para conhecê-las.

Entretanto, o que eu mais temia aconteceu. Sou uma pessoa intensa e que se empolga (MUITO!) com tudo. Não consigo ser comedida nas coisas que faço. Para sustentar este meu jeito me baseio numa frase de um dos meus poemas favoritos do meu poeta favorito: Pessoa.

“Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
          No mínimo que fazes.

Odes – Ricardo Reis.

Ou seja, já que sou intensa coloco intensidade em tudo o que faço. Pra mim não existe isso de moderação, rs.

Tenho um caderno de organizações para as minhas leituras (sim, ainda por cima sou A LOUCA da organização) e nele há uma parte exclusiva para todos estes projetos de leitura. Atualmente participo de 8 (eu disse ooooooito) desafios e estou me controlando para não participar de mais.

Alguns estão suspensos, outros eu flopei totalmente e só li um ou dois livros, mas ainda não desisti e pretendo concluir todos eles! (Intensa, louca da organização e determinada também. Prazer, Gabriella! Hahaha.)

Os projetos dos quais faço parte são: Rory Gilmore Book Chalenge, 100 Melhores Livros de Todos os Tempos – Revista Bula, 100 Livros Essenciais da Literatura Brasileira – Revista Bravo!, 100 Livros Essenciais da Literatura Mundial – Revista Bravo!12 Livros Para 2017, Desafio Literário Lendo o Mundo, Projeto Lendo C. S. Lewis e Projeto Lendo Tolkien. UFA!

Amanhã pretendo fazer uma postagem detalhada sobre o meu projeto 12 Livros Para 2017 e assim farei com os demais desafios. Quem sabe uma pessoa corajosa (ou louca como eu) não resolva participar também? rs.

Um bom dia e ótimas leituras pra vocês!

Com carinho,

Gabriella. ❤

O primeiro post do blog!

O LiteraMundi foi criado – enquanto blog – no dia 03 de abril de 2017. No início de 2016 já havia criado um perfil literário no Instagram – a priori, chamado @escolhaumlivro e depois @literamundi – onde eu compartilhava de forma despretensiosa e um tanto quanto superficial minhas leituras, opiniões e vivências.

Entretanto, percebi que esta ferramenta não estava correspondendo às minhas expectativas, abandonei a rede social e passei a escrever sobre minhas impressões de leitura apenas no Goodreads e no Skoob. Com o passar do tempo percebi que estas redes sociais também não correspondiam às minhas expectativas? Exigente, eu? Talvez seja um pouco, rs.

O fato é: precisava arrumar alguma forma de exorcizar todos os pensamentos, impressões e relações provocadas pelas leituras que fiz/faço. O meu objetivo não é mostrar meus escritos para as pessoas e ganhar um reconhecimento com isso, mas sim (tentar) traduzir em palavras tudo o que sinto. Creio que um blog é a melhor alternativa para este fim.

Talvez eu aproveite este espaço para falar de outras coisas que estão ao meu redor, me transpassando, formando e (re)formando quem sou. Filmes, documentários, vídeos, vivências, questionamentos, pensamentos e impressões sobre a sociedade, relações, faculdade… sobre a vida.

Espero que este blog seja de grande valia para mim. Estou empolgada e bastante feliz com esta nova forma de me expressar, de dar voz à mim mesma. Caso alguém resolva acompanhar este meu espaço, desde já agradeço. Espero que possamos trocar experiências positivas.

Com carinho,

Gabriella. ❤

Belo Horizonte, 03 de abril de 2017.